Sem categoria

Percorrendo a Bahia para somar na construção de melhores políticas públicas

Por em 07/03/2018

A diretora executiva da CUT Nacional, Elisângela Araújo, participa de várias atividades no estado contribuindo com os debates para promover melhores condições de vida para o campo e cidade.  

Percorrendo a Bahia e participando dos debates acerca dos temas sobre a mulher, a conjuntura política nacional, programas de apoio à agricultura familiar e reforma agrária entre outras questões que abrangem o campo, Elisângela Araújo, diretora executiva da CUT Nacional, trabalha para que a realidade da Bahia Rural seja fortalecida e avance no desenvolvimento social e econômico.

Nesta quarta-feira 07.03, em Feira de Santana, no Seminário de Mulheres pela Democracia e Direitos, em alusão ao dia 08 de março, Dia Internacional da Mulher, o objetivo é elaborar uma carta aberta ao poder público municipal e estadual com demandas emergentes para agricultores/as que estão enfrentando o período de estiagem no Território Portal do Sertão.

As mulheres também apresentam quais os desafios para a inserção da mulher nos espaço de poder e tomadas de decisão na sociedade. “Este ano comemoramos 86 anos de conquista do voto feminino, no entanto é triste presenciar nesse atual momento uma proposta política de retrocesso que afeta principalmente as mulheres, com a retirada de direitos como foi o caso das reformas trabalhista e previdenciária”, avalia Elisângela Araújo.

Em Feira de Santana, no dia D da semana da Mulher, o coletivo fará uma grande caminhada pelas principais avenidas, como ato de protesto pela retirada dos direitos e pelo fim de todas as formas de Violência contra as mulheres.

Outra atividade do roteiro que percorre a Bahia, Elisângela marcou presença no I Encontro Ecofeminista de Paulo Afonso, no auditório da UNEB, com o tema “O tempo de transformar a vida das mulheres é agora” realizado pela AGENDHA – Assessoria e Gestão em Estudos da Natureza Desenvolvimento Humano e Agroecologia. Estava presentes a deputada Fátima Nunes, Dra @Maria do Socorro Rollim, presidente da Seccional da OAB, Dra @Cecília Maria Bezerra de Oliveira, professora do Campus da UNEB, Valda Arroucha, socióloga da AGENDHA para debater o Empoderamento da Mulher, Autonomia Feminina, Combate a todas as violências – físicas, econômicas, psicológicas e patrimoniais.

Na oportunidade as mulheres discutiram o problema do Feminicídio e a ocupação desigual nos espaços de decisão política. Ainda, participaram do evento as mulheres da agricultura familiar, extrativistas, artesãs, pescadoras, do Movimento dos Sem Terra, dos povos tradicionais, quilombolas e indígenas, além de estudantes da Universidade do Estado da Bahia e da Uniasselvi.

No último domingo, dia 4.03, a atividade ficou por conta do I Encontro do Curso de Difusão do Conhecimento em Gestão Pública e Resistência ao Golpe, promovido pela Fundação Perseu Abramo e o Diretório Municipal do PT de Feira de Santana. Na ocasião, Elisângela contribuiu com as reflexões, na perspectiva dos movimentos sociais, sobre a conjuntura política.

O economista José Sergio Gabrielli de Azevedo, o pró-reitor de graduação da UFBA Penildon Silva Filho e o coordenador do programa de capacitação em gestão pública da Fundação Perseu Abramo, Antônio Lopes Cordeiro, levaram seus conhecimentos e para o debate a fim de somar na análise política e quais os desafios pra os próximos meses, principalmente em ano de eleição.

Seguindo o caminho, na cidade de Cansancão, norte do estado, a diretora acompanhou a entrega do trator Agrícola pela deputada estadual Fátima Nunes, que atendeu as solicitações das comunidades de Aroeira, Caetano e ao mandato do vereador Rodrigo do PT. No ato, as lideranças chamaram atenção para as perdas que a agricultura familiar tem tido nesse atual governo federal e das estratégias que o Governo do Estado, de Rui Costa, tem utilizado para contrapor e superar as barreiras levando investimentos para a Agricultura Familiar baiana, por meio da SDR.

TAGS
PUBLICAÇÕES RELACIONADAS

COMENTE

Elisângela Araújo
Bahia, BR

Agricultora familiar e diretora executiva da CUT Nacional e coord. da CONTRAF BRASIL e do Fórum Baiano da Agricultura Familiar participa de atividades em defesa da classe trabalhadora e por políticas públicas que tragam a vida digna para o campo.

Facebook
Facebook By Weblizar Powered By Weblizar