Sem categoria

Mulheres se destacam na produção de alimentos em Rio do Antônio

Por em 09/05/2018

Em Rio do Antônio, município batizado com o mesmo nome do rio que ali percorre, realizamos mais uma ação com o objetivo de fortalecer a agricultura familiar da região. A sua principal atividade econômica é a pecuária, intercalando com a produção de feijão, milho, mandioca, palma, horticultura, fruticultura e a produção de mudas.

Nos reunimos com os agricultores e agricultoras familiares da comunidade Olhos D’Água, que possui um grupo de produção de mulheres. ‘As mulheres possuem um papel fundamental na produção de alimentos. Sem elas não teríamos a riqueza das sementes crioulas, que são uma herança da sabedoria ancestral na agricultura familiar”, falei às trabalhadoras.

Segundo as lideranças comunitárias, um dos principais problemas em ampliar a comercialização dos alimentos é a falta de depósitos comunitários, ou seja, sem os armazéns muitos terminam vendendo seus produtos por meio dos atravessadores, o que desvaloriza o produto da Agricultura Familiar.

Na roda de conversa abordamos o aspecto das políticas públicas que podem ajudar nos gargalos apontados pela comunidade, como também sobre a conjuntura política e eleições.

A visita foi acompanhada pelo secretário de agricultura de Rido do Antônio, Júnior do Tabuleiro e dos gestores Edgar Filho e Joaquim Santos, da Cooperativa de Assessoria Técnica para o Desenvolvimento da Agricultura Familiar (COOTRAF) e Coordenação de Agricultura Familiar de Serra Geral (CAF), respectivamente.

TAGS
PUBLICAÇÕES RELACIONADAS

COMENTE

Elisângela Araújo
Bahia, BR

Agricultora familiar e diretora executiva da CUT Nacional e coord. da CONTRAF BRASIL e do Fórum Baiano da Agricultura Familiar participa de atividades em defesa da classe trabalhadora e por políticas públicas que tragam a vida digna para o campo.

Facebook
Facebook By Weblizar Powered By Weblizar