Sem categoria

Chegamos em Pindaí na última parada da Jornada Política pelo Sertão Produtivo da Bahia

Por em 11/05/2018

Na cidade de Pindaí, localizada no Território do Sertão Produtivo da Bahia, encerramos nossa Jornada Política que levou os debates sobre a conjuntura, eleições e o Seminário de Políticas Públicas para a Agricultura Familiar.

Na comunidade Jacu, discutimos sobre os programas de produção e aquisição de alimentos, como PAA e PNAE, que foram fundamentais para valorização da agricultura familiar na região e responsável por transformar a realidade do meio rural, proporcionando trabalho e renda para inúmeras famílias.

Além das alternativas de apoio a produção, também ouvimos as dificuldades das comunidades. Pindaí é uma das cidades atingidas pelos projetos de mineração e construção de barragem de rejeito, por cima das nascentes. As propostas, ameaçam mais de três mil famílias que dependem da água que brota do Vale Capão, principal riqueza da região e fonte de água que abastece as comunidades na época da estiagem, por meio dos carros pipas.

Na ocasião, apresentamos um projeto político de desenvolvimento lembrando que nos Governos Lula e Dilma tivemos políticas que valorizaram o meio rural, observando a sustentabilidade dos povos tradicionais, no lugar de projetos como este, de golpe, que tiram as comunidades de suas terras e esgotam os recursos naturais.

Ainda, para encerrar essa etapa do nosso trabalho na Bahia agradeci o presidente do Sintraf, Josuel Filho; líder comunitário Roberto Carlos e principalmente aos grupos de mulheres que seguem conosco na luta por mais representatividade feminina nos espaços de construção política.

‘Quando acreditamos que é possível transformar para melhor nossa realidade a esperança brota em nosso coração. Mas temos que fazer nosso papel em participar da luta, exigir nossos direitos e principalmente votar consciente nas pessoas que de fato irão nos representar e defender nossas reivindicações no Congresso’.

A jornada política passou por oito municípios da Bahia durante quatro dias. Esse foi um dos trabalhos que realizamos em prol de uma vida digna no campo.

 

TAGS
PUBLICAÇÕES RELACIONADAS

COMENTE

Elisângela Araújo
Bahia, BR

Agricultora familiar e diretora executiva da CUT Nacional e coord. da CONTRAF BRASIL e do Fórum Baiano da Agricultura Familiar participa de atividades em defesa da classe trabalhadora e por políticas públicas que tragam a vida digna para o campo.

Facebook
Facebook By Weblizar Powered By Weblizar