Sem categoria

Classe Trabalhadora e políticas para o campo fazem parte do projeto da pré-candidata a deputada federal Elisângela Araújo

Por em 05/06/2018

Defendendo os direitos da classe trabalhadora e políticas para o campo, cumpri as regras de desincompatibilização dos cargos da direção da Executiva Nacional da CUT, da coordenação do Fórum Baiano da Agricultura Familiar da Bahia e CONTRAF BRASIL, nesta terça-feira 05.06, para disputar a eleição deste ano, ao cargo de deputada federal.

A desincompatibilização é o afastamento obrigatório de cargo público de quem pretende se candidatar nas eleições. A medida busca assegurar que não haja nenhum tipo de influência na disputa por parte de quem ocupa cargo público, além de zelar pela igualdade dos candidatos.

Disputar a eleição este ano é continuar a luta pela garantia e avanço nos direitos civis, como também dos direitos da classe trabalhadora e povos do campo, da floresta e das águas. Além disso, é preciso reagir contra os desmontes e retrocessos do governo golpista, para que possamos retomar a política de desenvolvimento que trilhávamos com Lula e Dilma, na presidência.

Minha pré-candidatura a deputada federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT) é ação para concretizarmos o nosso projeto de desenvolvimento, que inclui a valorização e ampliação dos direitos da classe trabalhadora, somado as políticas públicas que tirem da invisibilidade a agricultura familiar e campesinos. É avançar com as bandeiras da reforma agrária, educação, saúde, mulheres e juventude. Sigo para alcançarmos um Brasil justo e com democracia.

Fotos: André Frutuôso

TAGS
PUBLICAÇÕES RELACIONADAS

COMENTE

Elisângela Araújo
Bahia, BR

Agricultora familiar e diretora executiva da CUT Nacional e coord. da CONTRAF BRASIL e do Fórum Baiano da Agricultura Familiar participa de atividades em defesa da classe trabalhadora e por políticas públicas que tragam a vida digna para o campo.

Facebook
Facebook By Weblizar Powered By Weblizar